terça-feira, 7 de julho de 2009

"OS BOAS VIDAS" DE FELLINI NA SESSÃO CULT SABÁDO DIA 11/07/09 ÀS 16:30 H


"OS BOAS VIDAS"
Original: I Vitelloni- Itália, 1953.
Direção de Federico Fellini
Roteiro de Fellini, Ennio Flaiano e Tullio Pinelli.
Fotografia de Carlo Carlini, Otello Martelli e Luciano Trasatti.
Música de Nino Rota.
Elenco: Franco Interlenghi(Moraldo),Alberto Sordi(Alberto),Leopoldo Trieste(Leopoldo), Ricardo Fellini (Ricardo) , Franco Fabrizzi(Fausto),Leonora Ruffo (Sandra).
Resumo: Moraldo, Alberto, Fausto,Leopoldo e Ricardo são rapazes da classe média de Rimini, cidade do sul da Itália. Desocupados, eles passam o dia no bar jogando conversa fora e varando a madrugada nas ruas desertas. A história de cada um deles e a resolução de Moraldo em ir embora para Roma é a base do filme que muitos viram como biográfico do mestre Fellini.
Importância Histórica: Segundo longa metragem inteiramente dirigido por Fellini (o primeiro foi “Abismo de um Sonho”/Il Siecco Bianco, contando-se em separado a associação com Alberto Lattuada em “Mulheres e Luzes”/Lucci del Varietá).É um dos mais sinceros e simples que o cineasta realizou. Ele contaria fatos de sua época de jovem em sua cidade natal, e para isso usou os nomes dos interpretes para as personagens, exceto o Fausto de Franco Fabrizzi que surge como a “ovelha negra” do grupo.A narrativa começa na festa de “Miss Sereia” quando a eleita, Sandra Rubini, irmã de Moraldo, desmaia e se sabe que ela está grávida. O pai da criança é Fausto, que se aproveita da confusão para arrumar as malas e fugir da cidade. Mas é obstado pelos amigos e pelo pai. Acaba casando com Sandra e indo para a cidade grande passar a lua de mel. Na volta o pai lhe arranja emprego numa loja. Mas nada consegue transformar o “vitelloni”(bezerrão, boa-vida) em gente séria. Por outro lado, Alberto não impede que sua irmã fuja com um homem casado, Leopoldo tente vender uma peça de teatro sem sucesso e Ricardo se limite a ser cantor no coro da igreja. Só Moraldo pensa mais longe e acaba deixando o grupo. A música de Nino Rota ajuda na construção de um clima nostálgico, banhando de poesia o filme que ainda é considerado um dos melhores do diretor.

SESSÃO CULT
"OS BOAS VIDAS"
SABÁDO DIA 11/07/09
CINE LÍBERO LUXARDO
HORÁRIO : 16:30 H
ENTRADA FRANCA
PROGRAMAÇÃO : ACCPA
*Após a exibição do filme, debate entre o público presente e críticos da ACCPA

Um comentário:

Carlos Corrêa disse...

Boa escolha, a ACCPA está de parabéns.

Arquivo do blog