quarta-feira, 15 de agosto de 2012

MUDANÇA DOS VENTOS...

Cinema é cinema, mas dos gêneros que mais me ocorre é o documentário, um tipo de filme que ao invés de representa-lo, mostra, expõe. “Leontina” (de Boris Peters) produção chilena , que está na competição de longas latinos aqui no Festival de Gramado, é um documentário sobre Leontina Miranda Sandoval, uma mulher que viveu isolada no sul do Chile durante 82 anos. Separada da sua família e sem conexão com a modernidade, ela viveu sozinha em seu próprio mundo. O filme revela suas memórias, intimidades e sua visão do mundo. Uma homenagem do neto de Leontina, que resolveu contar a história de sua vó. Mas do que a história de uma mulher, é sobre o silêncio da solidão que vem com a velhice. O filme provoca estranhamentos, impacta por aquilo que sabemos existir, mas nos negamos a ter que passar. Não há um sofrimento no que se vê, mas é lúgubre a atmosfera deste tempo que chegará, daí o incomodo, a sugestão de que aquilo está fora de nós. Há uma pontuação musical que as vezes cresce na atmosfera da solidão. Há também muitos silêncios, falta de som da alma que talvez seja uma ação que recorre neste tempo. “Leontina”, me submeteu a um estado de contemplação e melancolia, mas me alegrou ao mesmo tempo em saber que alguns passam por ele com a vontade de comtemplar a vida.(Ismaelino Pinto)

Um comentário:

cinenegocioseimoveis disse...

Vou ver esse filme chileno também.
Amigo deixo esse texto.
Se por acaso tiveres saco deixa um comentário lá no blog.
.
FILME DECISÕES EXTREMAS
http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2012/05/filme-decisoes-extremas-ideia-desta_09.html
.
Abraço a Todos
Osvaldo Aires

Arquivo do blog